Negócios: Home office pode trazer vantagens a profissionais e empresários

Nas últimas semanas, o Brasil registrou um forte aumento no número de casos de pessoas infectadas pelo novo coronavírus. Em meio à pandemia, a orientação das empresas, quando possível, tem sido optar pelo home office, isto é, o trabalho remoto. Para a professora de administração da Faculdade Presbiteriana Mackenzie Rio, Nayara Cardoso, a montagem de um escritório em casa oferece vantagens e desvantagens que devem ser analisadas do ponto de vista pessoal e profissional.

Entre os fatores prós estão:

  • Maior independência na realização de tarefas
  • Redução do estresse no deslocamento, normalmente provocado pelo trânsito e
  • utilização de transporte público, e no momento provocado pelo risco de contaminação.
  • Conforto no ambiente de trabalho
  • Horários mais flexíveis
  • Maior privacidade profissional
  • Flexibilidade no planejamento das próprias atividades

Cabe lembrar que é necessário senso de disciplina e organização para fazer dar certo.

Segundo a professora, há ainda benefícios que podem ser atrativos para os empresários. “É importante ressaltar que para as empresas a redução de custos também é uma vantagem. A diminuição de gastos com aluguel, transporte, refeição e infraestrutura podem ser bons motivos para optar pelo trabalho remoto”, analisa.

Para as companhias, ela ainda lista como pontos positivos:

  • Facilidade na obtenção de franquias que não exigem pontos
  • comerciais
  • Redução de gastos com taxas, encargos e impostos
  • Economia com empregados e encargos sociais
  • Vantagens fiscais para as microempresas
  • Oferecimento de produtos e serviços melhores, com custos menores

Optar pelo trabalho remoto, no entanto, também traz algumas desvantagens. Para a professora da Faculdade Presbiteriana Mackenzie Rio, entre os pontos negativos estão:

  • Perda da privacidade pessoal
  • Possibilidade de misturar ambiente doméstico com o ambiente de
  • trabalho
  • Indefinição de horários de trabalho e lazer, se não houver
  • planejamento
  • Tendência ao isolamento social
  • Ambiente de trabalho confinado
  • Diminuição de trocas profissionais
  • Interferência de assuntos domésticos nos assuntos profissionais

Apesar das desvantagens, para a professora Nayara, é preciso avaliar os prós e contras e testar quais áreas e/ou funções da empresa podem de fato, funcionar remotamente. É necessário testar primeiro antes dele ser implementado.

“Cada companhia irá se adaptar melhor a um determinado tipo de gestão de trabalho. O mais importante é testar o sistema de trabalho remoto antes da implementação, monitorando os resultados e a produtividade da equipe para diagnosticar se a dinâmica está realmente funcionando para a empresa”, analisa.

“É muito importante levar em consideração a cultura organizacional e a relação com os colaboradores. Programas envolvendo gestão de mudança serão necessários, assim como treinamento para dar suporte. É uma mudança que afeta a todos e de varias formas. É uma mudança de mindset”, diz a professora.

A professora, no entanto, alerta para a necessidade de se fazer home office em meio ao surto de casos de coronavírus. “Na atual situação, o mais importante é seguir as orientações das autoridades e profissionais da saúde e optar pelo isolamento social e trabalho de casa sempre que possível para conter a pandemia”, conclui.

Fonte: Jornal Contábil - 19/03/2020

Publicidade

Notícias

Responsabilidade Social
Esta empresa contribui para a melhoria
social e socio-ambiental.

Saiba mais...

Responsabilidade Social

Av. Nesralla Rubez, 847 Centro - Cruzeiro, SP - CEP 12.701-000
Fones 12. 3143 6090 / 3144 0282 / 3145 2242

Site desenvolvido pela TBrWeb
(XHTML / CSS)